SOBRE NÓS

A Expomédica é a distribuidora em Portugal do STERIPRO, um equipamento inovador que utiliza a tecnologia de radiação por UV-C para a desinfecção de superficies, de uma forma FÁCIL,  RÁPIDA, SEGURA e EFICIENTE.

 

UV-C  |  COMO E PORQUÊ

 

COMO

A luz ultravioleta no comprimento de onda germicida (próximo dos 254nm) torna os organismos estéreis.

Os comprimentos de onda na faixa de UV-C são particularmente prejudiciais para as células por serem absorvidos pelas proteínas, RNA e DNA.

As lâmpadas de vapor de mercúrio irradiam cerca de 95% da sua energia no comprimento de onda de 253,7nm, o que coincide com o pico de absorção de DNA (260-265nm), pelo que possuem uma alta eficácia germicida. [3]

PRINCIPAIS BENEFICIOS

REDUÇÃO DE 30% NAS INFECÇÕES HOSPITALARES

Um estudo clínico, realizado em 36.000 pacientes/dia, concluiu que a desinfecção por radiação UV-C reduz drasticamente as IACS (diferença de incidência, 1,3/1.000 pacientes/dia, uma redução de 34,2%). [2]

SIGNIFICATIVA POUPANÇA

DE TEMPO

Um ciclo médio de desinfecção com SteriPro é de 10 a 20 minutos (dependendo do tamanho da sala). Uma economia de tempo superior a 2 horas é alcançada em comparação com outras tecnologias de desinfecção sem contacto (aerossol de peróxido de hidrogénio), para além de que o SteriPro não requer supervisão durante o seu funcionamento.

PROVA DE DESINFECÇÃO, UMA SEGURANÇA ACRESCIDA

Saiba sempre que salas já foram desinfetadas, se o ciclo de desinfecção SteriPro UV-C foi concluído com êxito, quem foi o operador, etc. Relatórios em tempo real permitem aos gestores saber na hora quando uma sala foi completamente desinfetada.

FÁCIL E RÁPIDA INTRODUÇÃO

A desinfecção por UV-C com SteriPro é fácil e rápidamente integrada nos fluxos normais de trabalho de limpeza e desinfecção da sua empresa. A nossa equipe SteriPro ministra formação ao seu pessoal e ajuda na integração. Como o SteriPro é automatizado, não haverá qualquer pressão adicional para o seu pessoal.

 

CARACTERISTICAS ÚNICAS

CÁLCULO AUTOMÁTICO DO TEMPO DE DESINFECÇÃO

Os sensores do SteriPro determinam automaticamente o tamanho da sala e sugerem a duração necessária do ciclo de desinfecção. Para uma sala normal um ciclo de 10 a 20 minutos é suficiente para garantir um ambiente mais saudável para pacientes, hóspedes e trabalhadores.

ALTURA EXPANSIVEL

Deve ser posicionado no centro da sala para alcançar e desinfetar toda a sala, do chão ao teto. O seu sistema expansível permite um melhor ângulo de radiação e alcançar mesmo aquelas superfícies mais altas num único ciclo de desinfecção.

CONTROLO REMOTO

O SteriPro é controlado à distância pelo operador através de um Tablet e uma App especifica.  Durante o ciclo de desinfecção o operador está permanetemente informado, via tablet, sobre o estado do processo e, quando concluído, o SteriPro desliga automaticamente.

MÁXIMA SEGURANÇA

O SteriPro é muito seguro de usar. Quando os sensores incorporados detectam qualquer movimento na sala, o dispositivo suspende automaticamente o processo de desinfecção e desliga imediatamente.

MÓVEL E DURÁVEL

Use o SteriPro em todas as salas, quartos, recepções e até em veículos (ex: ambulâncias). O seu design robusto e portátil com altura expansível é uma grande vantagem para a sua equipe usar o SteriPro com motivação.

OPÇÃO MAIS FIÁVEL DO MERCADO

O programa de garantia vitalícia é o nosso compromisso para a segurança da sua decisão. A sua manutenção, uma vez por ano, é tudo o necessário para uma utilização ilimitada na desinfecção das suas instalações.

 

PRINCIPAIS SECTORES DE APLICAÇÃO

Tendo surgido vocacionado para a área Hospitalar, para combater as infecções associadas aos cuidados de saúde, os equipamentos SteriPro de UV-C têm, hoje em dia, uma vasta aplicação. De entre estas destacam-se, a área da Hotelaria, por assegurarem uma desinfecção rápida e adequada dos quartos e áreas comuns e a área dos Serviços, principalmente nos grandes edificios de escritórios onde trabalha diáriamente um número elevado de pessoas e se torna necessário reduzir ao máximo a contaminação bacteriana cruzada e a propagação viral. Para além destas, poderá ser aplicado a qualquer espaço fisico onde seja necessário garantir uma regular e segura desinfecção.

SAÚDE

Desinfecção de Unidades Hospitalares

TURISMO

Desinfecção de Unidades Hoteleiras.

SERVIÇOS

Desinfecção de Edificios de Escritórios e Comerciais

 
 

UV-C NO COMBATE AO COVID-19

As infecções por COVID-19 podem ser causadas pelo contato com superfícies contaminadas e posterior contato com áreas faciais (sendo menos comun que a transmissão pessoa a pessoa é, ainda assim, um problema)[5].

 

Minimizar esse risco é fundamental. Isto porque o vírus COVID-19 pode viver em superfícies de plástico ou metal até 3 dias[6]. Uma limpeza e desinfecção normal pode não ser suficiente, subsistindo, mesmo após estas, alguma contaminação residual que a radiação UV-C pode tratar. Razão porque é aconselhável uma abordagem desinfetante múltipla.

Ficou demonstrado que o UV-C alcança um alto nível de inativação de um parente próximo do vírus COVID-19 (o SARS-CoV-1, testado com dose adequada de 254nm UV enquanto numa suspensão aquosa)[7]. A IUVA acredita que resultados semelhantes podem ser esperados ao tratar o vírus da COVID-19, SARS-CoV-2. Contudo, o primordial é aplicar sempre o UV-C de modo a que este alcance, de forma efetiva, qualquer vírus remanescente sobre essas superfícies.

Fonte: IUVA (International Ultraviolet Association) - http://www.iuva.org/IUVA-Fact-Sheet-on-UV-Disinfection-for-COVID-19

Referências:

  1. ECDC point prevalence survey of healthcare-associated infections and antimicrobial use in acute care hospitals; 2011 - 2012 point prevalence survey: https://ecdc.europa.eu/sites/portal/files/media/en/publications/Publications/healthcare-associated-infections-antimicrobial-use-PPS.pdf

  2. Carling PC, Parry MF, von Beheren SM; Healthcare Environmental Hygiene Study Group. Identifying opportunities to enhance environmental cleaning in 23 acute care hospitals. Infect Control Hosp Epidemiol 2008;29:1–7. Available on https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/18171180.

  3. W. Kowalski, Ultraviolet Germicidal Irradiation Handbook, 17 DOI 10.1007/978-3-642-01999-9_2, C Springer-Verlag Berlin Heidelberg 2009.

  4. Nathanael A. Napolitano MPH, Tanmay Mahapatra MBBS, Weiming Tang MD, PhD: The effectiveness of UV-C radiation for facility-wide environmental disinfection to reduce health care eacquired infections; American Journal of Infection Control 43 (2015) 1342-6.

  5. “Preventing the Spread of Coronavirus Disease 2019 in Homes and Residential Communities”; National Center for Immunization and Respiratory Diseases (NCIRD), Div. of Viral Diseases (https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/hcp/guidance-prevent-spread.html)

  6. "New coronavirus stable for hours on surfaces”; CDC (extracted from N van Doremalen, et al. Aerosol and surface stability of HCoV-19 (SARS-CoV-2) compared to SARS-CoV-1. The New England Journal of Medicine. DOI: 10.1056/NEJMc2004973 (2020) (https://www.nih.gov/news-events/news-releases/new-coronavirus-stable-hours-surfaces).

  7. “Inactivation of SARS coronavirus by means of povidone-iodine, physical conditions and chemical reagents;” Kariwa H et al. Dermatology 2006;212 (Suppl 1): 119 (https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16490989)

EXPOMÉDICA

Avenida 5 de Outubro, 89 - 1º 
1050-050 Lisboa, Portugal

Tel: (+351) 217 957 285

Fax: (+351) 217 957 286

 

©2020 by Expomédica